Search
segunda-feira 18 dezembro 2017
  • :
  • :

O caminho de ferro – parte II

Imagine comigo, você está a 15 dias da prova, sentado no porta-malas do seu carro enquanto seu corpo começa a entrar na espiral de cansaço físico e mental do seu último treino longo antes do polimento. Você está agora o mais perto e o mais longe que gostaria de estar do Ironman.

Sua atitude nos próximos dias definirá seu mantra durante a prova. Acostumados com provas mais curtas, também estamos acostumados com polimentos mais curtos, duas semanas parecem infinitas e nesse meio tempo tudo o que você quer fazer é pensar sobre a prova, mas não é tudo que você deve fazer.

Regra número 1 – Alimente-se

Nesse ponto você já não aguenta mais sentir fome o tempo todo. Você transpira a banana – já que come muitas delas ao longo do dia por ser um alimento de consumo prático. Durante os próximos dias, ouça seu corpo, mas não escute a gula que existe em você, segure a vontade e não caia na ideia do carbo-load enlouquecido, continue comendo o que você está acostumado a comer, com parcimônia aumente a quantidade de proteína e carboidratos ingeridos – sempre alinhado com o seu plano nutricional e seu médico.

Regra número 2 – Durma

Parece a melhor semana da sua vida, estão te mandando comer e dormir! No começo pode parecer fácil ouvir o conselho de descansar, mas após alguns dias com exercícios mais moderados e a ansiedade batendo na porta, fica mais difícil aceitar que seu corpo precisa desse acumulo extra de energia. Aproveite as horas de sono, os dias que antecedem a prova e a noite anterior a ela, você não saberá qual é o gosto de uma boa noite de sono.

 

 

Regra número 3 – Não descanse demais

É, parece uma pegadinha, mas esse é um erro comum, aliviar demais. Isso pode prejudicar o entendimento do seu corpo em saber que “ainda não acabou”. Portanto converse com seu treinador, diga como está se sentindo e monte a sua rotina de treinos com estímulos mais leves e não tão longos, deixe seu copo saber que ele ainda deve continuar girando para um último estimulo.

Regra número 4 – Não compense

Ao contrário da regra número 3, existe aquele atleta que com o nervosismo da iminência da prova, acaba querendo treinar tudo que não treinou durante o período correto. Na sua mente podem surgir ideias de compensar treinos perdidos a muito tempo, querer fazer mais um treino longo muito perto da prova, forçando seu corpo a um desgaste que talvez ele não se recupere antes da competição – deve-se chegar cansado na linha de chegada e não na linha de largada!

Regra número 5 – Saia de casa

Aproveite o tempo livre com menos horas de treino para sair com a família, ver os amigos, assistir a um filme, passear no parque. Parece surreal ir ao parque para andar, tomar um sorvete e olhar a paisagem sem precisar se preocupar com o ritmo de seus intervalos, mas isso deve ser feito, sua cabeça também precisa de uma redução no ritmo, e fazer algo que você gosta de fazer mas raramente tinha tempo, é a melhor opção.

 

Regra número 6 – Limpe sua mente (online e offline)

Você não precisa de pensamentos negativos nos próximos dias, e hoje a maior porta de entrada de informações é a internet. Não se preocupe com o que acontece na rotina de outros atletas, se ele não está indo fazer a mesma prova que você, então ele está passando por outro período. Se ele está indo fazer a mesma prova que você, cada um tem uma estratégia.  Regule suas horas de uso a redes sociais e busque pensamentos positivos.

 

Visualizar o sucesso é uma técnica muito utilizada, aplique isso no esporte. Visualize o dia da sua prova, sua natação indo conforme o planejado, fazendo suas transições sem surpresas, aproveitando a bike para uma boa suplementação e veja-se correndo com um sorriso no rosto.

Não fugir do que você treinou é talvez a melhor estratégia que alguém possa utilizar, mas isso vamos falar no nosso próximo post. Contaremos, sem censura, tudo o que acontece no Ironman!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *